Numpy Empty

ones(shape, dtype=None, order='C')

Este comando permite a criação de um arranjo de qualquer formato, mas não inicializa o seu contendo. Esta função se justifica porque a criação do arranjo é mais rápida se os elementos não forem inicializados. No entanto, é necessário tomar cuidado, porque os elementos do arranjo conterão o número representado pelo lixo da memória onde o arranjo foi criado, e isso pode gerar problemas. É possível determinar o tipo dos dados numéricos incluídos no arranjo criado. Segue abaixo uma descrição dos argumentos desta função:

shape
Tupla contendo o formato do arranjo a ser gerado, onde cada elemento é um valor numérico inteiro maior que zero. O arranjo terá tantas dimensões quanto elementos na tupla, e os valores indicam a quantidade de elementos em cada dimensão.
dtype
Tipo dos dados gerados.
order
Boa pergunta.

Veja também:

array() , eye() , ones() , zeros() , identitity() , empty_like()

Exemplos:

Para o exemplo abaixo, consideramos que o NumPy foi importado com o comando from numpy import * na linha de comando. No modo iterativo, essa prática não costuma causar problemas, mas cuidado redobrado deve ser tomado em programas e scripts, para que não exista colisão de nomes.

Não existem muitas opções para esta função. Para criar um arranjo bi-dimensional de 3 linhas e 4 colunas, contendo unidades em ponto flutuante, usamos o comando abaixo:

>>> empty((3, 4), dtype=float)
array([[  6.51057398e+211,   6.50518197e+211,   6.50132933e+211,
          6.50595250e+211],
       [  6.50209986e+211,   6.50055880e+211,   6.49632090e+211,
          6.50672302e+211],
       [  6.51995042e+211,   6.49978827e+211,   4.88472452e+252,
          4.33591408e+199]])

Note o lixo gerado na construção do arranjo. O conteúdo de cada elemento do arranjo é imprevisível.

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License